Avançar para o conteúdo principal

Depois...


Convencemo-nos que a vida será melhor depois...
depois de acabar os estudos,
depois de arranjar trabalho,
depois de casarmos,
depois de termos um filho,
depois de termos outro filho.

Então, sentimo-nos frustrados porque os nossos filhos ainda
não são suficientemente crescidos e julgamos que seremos
mais felizes quando crescerem e deixarem de ser crianças.

Depois, desesperamos porque são adolescentes, insuportáveis.
Pensamos: "Seremos mais felizes quando esta fase acabar!"
Então, decidimos que a nossa vida estará completa quando o
nosso companheiro ou companheira estiver realizado...
Quando tivermos um carro melhor...
Quando pudermos ir de férias...
Quando conseguirmos uma promoção...
Quando nos reformarmos...
A verdade é que

NÃO HÁ MELHOR MOMENTO PARA SER FELIZ DO QUE AGORA !

Se não for agora, então quando será?
A vida está cheia de depois... É melhor admiti-lo e
decidir ser feliz agora, de todas as formas.
Não há um depois, nem um caminho para a felicidade, a
felicidade é o caminho e é AGORA!

Deixa de esperar até que acabes os estudos...
até que te apaixones...
até que encontres trabalho...
até que te cases...
até que tenhas filhos...
até que eles saiam de casa...
até que te divorcies...
até que percas esses 10kg...
até sexta-feira à noite ou Domingo de manhã...
até à Primavera, o Verão, o Outono ou o Inverno,
ou até que morras...
para decidires então que não há melhor momento do
que justamente ESTE para seres feliz!

A felicidade é um trajecto, não um destino.

Trabalha como se precisasses de dinheiro...
AMA como se nunca te tivessem magoado
e dança como se ninguém estivesse a ver!

autor/a desconhecido/a

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ensaio sobre a cegueira

"Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso. José Saramago

O adeus de um génio...

Se por um instante Deus se esquecesse de que sou uma marioneta de trapo e me oferecesse mais um pouco de vida, não diria tudo o que penso, mas pensaria tudo o que digo. Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam. Dormiria pouco, sonharia mais, entendo que por cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz. Andaria quando os outros param, acordaria quando os outros dormem. Ouviria quando os outros falam, e como desfrutaria de um bom gelado de chocolate! Se Deus me oferecesse um pouco de vida, vestir-me-ia de forma simples, deixando a descoberto, não apenas o meu corpo, mas também a minha alma. Meu Deus, se eu tivesse um coração, escreveria o meu ódio sobre o gelo e esperava que nascesse o sol. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre as estrelas de um poema de Benedetti, e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à lua. Regaria as rosas com as minhas lágrimas para sentir a dor dos seus espinhos e o beijo encarnado das suas pétala…

As Bem-Aventuranças do Casamento

I. Bem-aventurado o casal que continua a demonstrar carinho e consideração um com o outro depois que a novidade dos primeiros anos passou.
II. Bem-aventurado o casal que é educado e cortês um com o outro, como o são com os seus amigos.
III. Bem-aventurados são aqueles que têm sentido de humor, pois este atributo é um grande "amortecedor de choques".
IV. Bem-aventurados são aqueles que amam os seus companheiros mais do que qualquer outra pessoa no mundo e que cumprem com alegria os seus votos de casamento com uma vida inteira de fidelidade e respeito mútuos.
V. Bem-aventurados são aqueles que alcançam a paternidade, pois os filhos são herança do Senhor.
VI. Bem-aventurados os que se lembram de agradecer a Deus a sua comida, e que separam tempo para a leitura da Palavra de Deus e oração diariamente.
VII. Bem-aventurados os cônjuges que nunca levantam a voz para o outro e que fazem do seu lar um lugar onde palavras encorajadoras sempre são ouvidas.
VIII. Bem-aventurado o casal que fi…