Avançar para o conteúdo principal

As Bem-Aventuranças do Casamento

I. Bem-aventurado o casal que continua a demonstrar carinho e consideração um com o outro depois que a novidade dos primeiros anos passou.
II. Bem-aventurado o casal que é educado e cortês um com o outro, como o são com os seus amigos.
III. Bem-aventurados são aqueles que têm sentido de humor, pois este atributo é um grande "amortecedor de choques".
IV. Bem-aventurados são aqueles que amam os seus companheiros mais do que qualquer outra pessoa no mundo e que cumprem com alegria os seus votos de casamento com uma vida inteira de fidelidade e respeito mútuos.
V. Bem-aventurados são aqueles que alcançam a paternidade, pois os filhos são herança do Senhor.
VI. Bem-aventurados os que se lembram de agradecer a Deus a sua comida, e que separam tempo para a leitura da Palavra de Deus e oração diariamente.
VII. Bem-aventurados os cônjuges que nunca levantam a voz para o outro e que fazem do seu lar um lugar onde palavras encorajadoras sempre são ouvidas.
VIII. Bem-aventurado o casal que fielmente vai à igreja e que trabalha junto para a expansão do reino de Deus.
IX. Bem-aventurado o marido e a esposa que sabem lidar com as suas diferenças e se ajustam sem a interferência dos parentes.
X. Bem-aventurado é o casal que tem um completo entendimento das finanças e que conseguiu uma parceria perfeita onde todo o dinheiro está sob o controle dos dois.
XI. Bem-aventurados são o esposo e a esposa que humildemente dedicam a sua vida e o seu lar a Deus e que praticam os seus ensinamentos sendo leais, amorosos e não egoístas.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ensaio sobre a cegueira

"Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso. José Saramago

Parabéns Salvador... (Jake Pirata)

O miminho que fiz para ti... Por todas as traquinices e meiguices dos teus 3 anos de vida. Amo-te para sempre.

Muriel

Às vezes se te lembras procurava-te
retinha-te esgotava-te e se te não perdia
era só por haver-te já perdido ao encontrar-te
Nada no fundo tinha que dizer-te
e para ver-te verdadeiramente
e na tua visão me comprazer
indispensável era evitar ter-te
Era tudo tão simples quando te esperava
tão disponível como então eu estava
Mas hoje há os papéis há as voltas dar
há gente à minha volta há a gravata
Misturei muitas coisas com a tua imagem
Tu és a mesma mas nem imaginas
como mudou aquele que te esperava
Tu sabes como era se soubesses como é
Numa vida tão curta mudei tanto
que é com certo espanto que no espelho da manhã
distraído diviso a cara que me resta
depois de tudo quanto o tempo me levou
Eu tinha uma cidade tinha o nome de madrid
havia as ruas as pessoas o anonimato
os bares os cinemas os museus
um dia vi-te e desde então madrid
se porventura tem ainda para mim sentido
é ser solidão que te rodeia a ti
Mas o preço que pago por te ter
é ter-te apenas quanto poder ver-te
e ao ver-te saber que vou deixar de ver-te